Castelo Simoes Lopes - Pelotas - RS

Localização: Av. Brasil, 824 - Construção: 1920 - 22
    Para construir o prédio, o Dr. Augusto Simões Lopes contratou o arquiteto alemão Fernando Rullman. Este projetou uma "villa", a qual lembrava um "chalé suíço". No entanto, ao longo da construção, foi sendo transformado em um "castelo", com torres e ameias, tendo o proprietário desenhado, pessoalmente, algumas das modificações. Naquela época, o cimento vinha em barricas da Europa com o nome de "terra romana". A areia usada na obra foi retirada das terras da propriedade. O castelo possui peças amplas. São mais de trinta, algumas com oito metros de pé direito. O porão era habitável, onde havia uma adega, dormitório e refeitório dos empregados e onde descia um elevador que levava seus alimentos diretamente da cozinha para lá. Possui quartos, salas, banheiros, copa e escritórios que se mantêm iguais. Ao fundo há uma grande varanda. Foi a primeira casa da cidade a ter calefação. Esta foi importada da Suíça e até hoje estão lá os radiadores em todas as peças e, no porão, uma enorme fornalha. Fora da casa havia as garagens, quarto de brinquedos, lavanderia e uma peça com fogão de chão, que era usada para fazer doces e assados na brasa. Mais afastado, há um pavilhão que foi um belo orquidário. Este prédio foi o centro das reuniões de autoridades e políticos da época como Washington Luís e Getúlio Vargas. Foi adquirido pela Prefeitura Municipal de Pelotas em 1991. 





















Um comentário: